Um Dilema Moral

Aborto

Um Dilema Moral

A maioria das pessoas  sente-se moralmente desconfortável com o aborto, mesmo que  desaprovem a maternidade forçada. Para muitos, o aborto é uma má escolha, infeliz na melhor das hipóteses, mas também temem que a eliminação dessa escolha por lei não fosse suficiente para resolver o problema e que realmente poderia torná-lo pior. Abortos ilegais e impróprios de mães ressentidas colocariam em risco muitas vidas e causariammuito mais a miséria humana do que qualquer proibição sobre o aborto poderia prevenir.
Por exemplo:

A nível mundial, cerca de 80.000 mulheres morrem a cada ano e milhões mais sofrem sérias complicações e incapacidades devido a abortos inseguros. As tragédias poderiam ser evitadas oferecer ajuda médica competente*.

No entanto, este "Pró-escolha" argumento é contestado por um argumento "Pró-vida"  que quer defender a "santidade da vida humana" a todo custo. Claramente, não há mais digno causa. Com efeito, em última análise,é mesmoeste motivo, de colocar o valor mais elevado possível sobre a vida humana, que está a inspirar ambos os lados, apesar das diferenças fundamentais. A reconciliação entre os pontos de vista opostos parece improvável. Também é óbvio que o dilema não pode ser resolvido pela ciência. Não há maneira científica de decidir quando uma vida humana começa e em que condições ela pode ser terminada. Estas são basicamente as questões morais que devem ser respondidas pela consciência individual.

*Fontes: IPAS, IHCAR (Karolinska Institutet, Universidade de Estocolmo)

[Curso 2] [Descrição] [Como utilizar] [Introdução] [Concepção] [Gravidez] [Nascimento] [Infertilidade] [Contracepção] [Aborto] [Gravid. não desejadas] [Dilema Moral] [Diferentes Visões] [Um assunto Medico] [Um assunto Legal] [Estatísticas mundiais] [Notas Históricas] [Métodos Abortivos] [Leitura Adicional] [Exame]